Quais são os Impactos do e-Social na Segurança do Trabalho?


O e-social irá reunir muitas tarefas em um só programa, e é um serviço do governo federal, que veio para auxiliar as empresas, mas o que esta ferramenta poderá ocasionar de impacto na segurança do trabalho?

Quais são os impactos do e-social na segurança do trabalho?

Esse sistema terá a finalidade de facilitar o trabalho de organizar as obrigações trabalhistas e a ideia é que tudo seja feito de forma mais rápida e centralizada.
Esse programa pode assustar os empresários em um primeiro momento, pois exige grande poder de organização, mas, à medida que os dados vão sendo organizados, ficará tudo muito mais fácil e será feito a partir de um programa só.
O e-social pretende afetar de maneira significativa os processos dentro da empresa, no que se refere aos empregados e os empresários terão de ser organizados e fazerem as coisas corretamente. Isso também valerá para a segurança do trabalho.
As regras devem ser cumpridas à risca, pois os sistema terá uma abrangência capaz de identificar falhas no processo.

Fique atento às regras

Qualquer mudança que ocorrer dentro da empresa deve ser comunicada ao e-social, será mantida uma constante de atualização de informações, para que se saiba exatamente o que está acontecendo com os empregados de determinada empresa.
Os prazos e obrigações não serão alterados, tudo seguirá conforme as obrigações trabalhistas vigentes, porém, o que muda é o banco de dados, que pretende unificar todas as informações de forma muito mais transparente.
O interessante é que todos os funcionários devem ser treinados para aprender a usar esse sistema, o que resultará em maior integração dentro das empresas. Isso será bom para o empregador, pois o sistema se torna de certa forma mais autônomo, não dependendo tanto apenas da parte da chefia para ser manuseado.
Deverão ser informados ao sistema que funcionários precisam de insalubridade e também toda e qualquer informação sobre a segurança do trabalho, de modo que não serão mais necessárias as visitas de rotina. Se, por um lado, a ausência das visitas poderia resultar em maior fraudes, por outro, as informações colocadas no sistema serão um apoio ao empregado, de modo que ali estejam todas as informações necessárias. Haverá maior cruzamentos de dados para garantir a veracidade das informações e a segurança dos funcionários.
Neste novo sistema, a inovação está em que o próprio empregador ou funcionário poderá verificar suas informações sem nenhuma burocracia, basta uma consulta rápida e ele ficará sabendo de sua situação.
CONSULTORIA EM SEGURANÇA DO TRABALHO - PAZINI ENGENHARIA | Tel.: (011) 9.5077.7744 | E-mail: omar@opazini.com.br  |  www.opazini.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dimensionamento da CIPA

A finalidade do PPRA para as empresas.

Por que realizar o PCMSO?